Meu Planner Financeiro

REALIZE OS SEUS SONHOS! ADQUIRA O SEU E COMECE A ORGANIZAR AS SUAS FINANÇAS JÁ!

A ECONOMISTA EXPLICA

Entendendo a Taxa Selic

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Cinema: "Real – O Plano por Trás da História" recente do Brasil

Oi, gente!

Quem aqui nunca ouviu falar da inflação e das famosas maquininhas registradoras de preço?

Quem não viveu essa parte da história econômica do país, pode perguntar para os seus pais, pois eles vão te contar como era: o preço no supermercado era um de manhã e à tarde era outro e o dinheiro não valia nada!

Era necessário um novo plano para que o dinheiro não virasse pó!
Eis que surge o Plano Real!

O Plano Real foi implementado em 1994 para combater a hiperinflação, sob  o governo Itamar Franco, com Fernando Henrique Cardoso à frente do Ministério da Fazenda.



No dia 25/05 estreia o filme “Real – O Plano por Trás da História”. Eu tive a oportunidade de assistir antes da estreia e conto para vocês o que o filme traz de interessante:

Abstraindo a dualidade política entre esquerda e direita, o filme traz um pedaço da história do Brasil, onde mostra como protagonista o economista Gustavo Franco, que participou da elaboração do Plano Real. Franco foi secretário adjunto de política econômica do Ministério da Fazenda e presidente do Banco Central de 1997 a 1999.

Também faz parte do enredo um pouco da vida do economista, com muita personalidade, como em uma novela: as frequentes brigas com a esposa, as explosões pessoais, os dramas profissionais e o verdadeiro significado de defender “com unhas e dentes” – no caso, o Plano criado.

Durante o filme, podemos ver algumas das manifestações ocorridas contra o novo Plano na época e, ainda, um aspecto na economia, que é muito importante: o efeito psicológico nas expectativas da população e dos empresários.


E sobre o economês no filme?

Não é determinante para entender (ou não) o enredo, até porque os nomes técnicos não vão fazer muita diferença, mas sim o conhecimento histórico e político. Quem for assistir vai sair do cinema entendendo mais sobre a questão política do que realmente como o Plano Real foi criado e implementado.




Sinopse:

Brasília, maio de 1993. O país está nas cordas. A inflação chega a 40% ao mês. Os salários derretem. O desemprego é recorde e a moeda foi reduzida a pó. Após uma sequência de planos econômicos que não surtiram efeito, o país é levado à beira da hiperinflação, ao impeachment de um presidente, a uma crise de abastecimento, a demissões em massa, entre outras graves consequências.
Fernando Henrique Cardoso, então o quarto Ministro da Fazenda do governo Itamar Franco, forma uma seleta equipe econômica que, protegida em um bunker contra pressões políticas, mergulha na missão de reforma do Estado com a finalidade de controlar a inflação e cria o Plano Real.

Ficha técnica:
Elenco: Emílio Orciollo Netto, Norival Rizzo, Paolla Oliveira, Mariana Lima, Bemvindo Sequeira, Tato Gabus Mendes, Cassia Kis, Klebber Toledo
Direção: Rodrigo Bittencourt
Roteiro: Mikael de Albuquerque


Vale muito a pena para quem gosta de filmes históricos, principalmente para quem quer ver algo da história recente do Brasil!


quarta-feira, 24 de maio de 2017

Dia Nacional do Café - vilão ou bonzinho das finanças?

Hoje, dia 24 de Maio, comemora-se o Dia Nacional do Café!

Sabemos que ele está presente na maioria das mesas dos brasileiros, seja para acordar, para acompanhar o fechamento de diversos negócios, ou só pelo gostinho mesmo. Os benefícios para a saúde são inúmeros! E os dados do consumo de café no Brasil são bem interessantes, como divulgado pela ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café:

“O café faz parte do dia a dia de milhares de brasileiros. Consumido diariamente e em doses moderadas, de quatro a cinco xícaras ao longo do dia, o café é uma bebida natural e saudável que pode prevenir inúmeras doenças, além de ajudar a despertar, dar pique e energia. Em 2015, o consumo per capita no Brasil foi de 4,90 kg de café torrado e moído (ou 6,12 Kg de café verde em grão), o que equivale a 81 litros por habitante/ano. Esse consumo per capita se aproxima ao da Alemanha (5,86 kg/hab.ano) e já supera os índices da Itália e da França, que são grandes consumidores de café. Mas os campeões nesse quesito, entretanto, ainda são os países nórdicos – Finlândia, Noruega, Dinamarca – com um volume próximo dos 13 kg por habitante/ano.
O Brasil, além de maior produtor e exportador mundial de café, é o segundo maior país consumidor de café (após os Estados Unidos), com o volume total de mais de 20 milhões de sacas industrializadas em 2015. Trata-se de um mercado que se renova continuamente, com os brasileiros descobrindo novas formas de preparo e de consumo. As indústrias - não só torrefadoras, mas também empresas fabricantes de produtos afins –, investem continuamente em inovação, e hoje são tantas as variedades e marcas de café, máquinas e acessórios à disposição que é possível ter uma pequena cafeteria em casa ou mesmo no escritório. Essa é uma das razões das pessoas estarem diversificando as formas de consumo nos lares, adicionando ao café filtrado também os cafés ‘espressos’, cappuccinos e outras combinações com leite, preparados em filtro ou monodoses como as cápsulas. Outra razão é a melhoria da qualidade do café que vem sendo ofertado aos consumidores.” ABIC.


E para a saúde do nosso bolso?

Café especial! $$$


Antes mesmo de começar a trabalhar com educação financeira, ouvia dicas em eventos e palestras falando que o cafezinho era sempre um dos vilões do bolso. E que ele deveria ser a primeira coisa que a ser cortada dos gastos.

Porém, antes de chegar no famoso corte do cafezinho, precisamos entender o motivo desses gastos.

O café está diretamente relacionado a uma reunião social, muitas vezes de trabalho, em que tomar um café é bem mais do que simplesmente esvaziar uma xícara.

Alguns clientes que atendo na consultoria vão ao encontro de amigos em um café como um momento de felicidade no dia, ou na semana. 

E a pergunta que fica: vale a pena parar de fazer alguma coisa que se gosta muito por causa do preço, se o valor é o que realmente faz feliz?

Nas finanças tudo deve ser tratado levando em consideração as prioridades. Por exemplo, se a prioridade agora for pagar as dívidas e isso for uma ação consciente, deixar de encontrar os amigos no café não vai ser um sacrifício tão grande, visto que o benefício será maior: a tranquilidade de não ter mais dívidas. E isso se reflete igualmente em outros projetos.

Abrir mão daquilo que nos faz bem nem sempre é a saída para uma solução financeira. Deve ser considerado sim, mas com muita cautela.

Feliz Dia Nacional do Café!


quarta-feira, 17 de maio de 2017

Amigas e Mães, com Roberta Duarte - Especial Dia das Mães

Oi, pessoal!

O Dia das Mães no calendário já passou, mas por aqui seguimos homenageando as mamães todo mês de maio!

E hoje quem vem conversar um pouquinho com a gente é a Roberta Duarte do blog Amigas e Mães. Ela é empresária e mamãe de dois meninos lindos: o Gabriel, de 7 anos, e o Alexandre, de 2 aninhos. No blog, a Beta – como prefere ser chamada – traz bastante conteúdo sobre o universo feminino, inclusive assuntos maternos. Quer assunto mais feminino do que a maternidade?!
Então segue a entrevista com ela!



EB -Ter filhos acredito ser o maior desafio da vida de uma pessoa. Conta como foi quando descobriu que estava grávida, se foi gravidez planejada e como foi a reação da família.

Beta - Confesso que a primeira gravidez fui pega de surpresa, não planejei e eu e meu marido éramos só namorados. No início foi um susto, mas depois da ficha cair foi só alegria.
O segundo filho foi planejado e com isso aproveitamos mais a gravidez.


EB - Como foi o planejamento financeiro para a chegada do bebê? E para o futuro dele? Já começaram a falar sobre dinheiro com os filhos?

Beta - Assim que descobrimos a gravidez começamos a economizar em tudo, já que não foi planejado. Já o segundo planejamos depois de muita conversa e cálculos financeiros hehehe! Falamos bastante de dinheiro com o mais velho, pra ele ter noção do valor das coisas.


EB - Muitas mamães mudam a trajetória profissional. E a sua carreira? O que mudou após a maternidade?

Beta - Estou num momento da minha vida agora pensando mais no tempo com os meus filhos. Trabalhei 15 anos na área de informática e minha mãe que cuidava mais deles, agora trabalho só a tarde ficando pela manhã com eles. Estou me dedicando ao blog e na área da beleza em um negócio da família.

EB - No nome do blog A Economista de Batom, o batom significa o lado da vaidade feminina, pois acredito que precisamos estar bem conosco mesmas para estar bem com os outros aspectos da vida. Qual é a sua vaidade? Qual é o teu batom preferido?

Beta - Eu sou super vaidosa, amo meu cabelo e usar batom! Tenho vários. O meu favorito do momento é da Payot - Hot Kiss 839


EB - Qual o presente de Dia das Mães ideal para você?
Beta - O presente ideal é estar junto deles, estar em paz e ver que as coisas que eu quero estejam acontecendo.


EB - Deixa uma mensagem para as mamães pelo Dia especial!

Beta - Não podemos esquecer que antes de sermos mãe somos mulheres! Para amar nossos filhos temos que nos amar também. Não vamos deixar passar os melhores momentos, as melhores experiências e o maior e sincero sentimento, que é amor de um filho.


Muito obrigada, Beta, por compartilhar um pouquinho da tua história!

Confiram o trabalho da Beta em:




segunda-feira, 15 de maio de 2017

7 dicas sobre consumo consciente que você pode passar aos seus filhos - Monday Money

Oi, gente!

E terminou a  Semana Nacional de Educação Financeira. Mas sabemos que para conquistar os nossos objetivos devemos estar atentos todos os dias.

Nada melhor do que ter dicas sobre consumo consciente, que são importantes para todos, mas principalmente para que os pais possam conversar com os seus filhos, levando em consideração que crianças e adolescentes são estimulados e influenciados por diversos meios ao hábito consumista. Portanto, a educação financeira é a maior aliada dos pais e educadores!

Veja as dicas:



1 – Não se encante com as propagandas.
A publicidade está em toda parte. Os anúncios querem dizer: “Compre-me! Você vai ficar sensacional comigo!”. Mas, perceba se o que quer comprar é aquele produto ou aquela boa sensação.

2 – Nem sempre é possível comprar tudo o que queremos.
Sempre compre primeiro aquilo que realmente precisa. Você pode acabar sem dinheiro para coisas importantes.

3 – Antes de comprar, faça a pergunta: eu preciso ou eu apenas quero?
Se você pensa em comprar alguma coisa, primeiro pense por que quer aquele produto. É muito fácil acabar comprando algo que não tem a menor necessidade.

4 – Compare produtos diferentes antes de comprar.
Pesquise e conheça produtos de marcas diferentes. Caso não faça isso, você pode correr o risco de se decepcionar encontrando um produto mais barato e com as mesmas características do que já comprou.

5 – Liste quais itens são necessários no produto que deseja comprar.
Os produtos têm muitas funcionalidades e a propaganda é poderosa. Uma lista pode ajudar você a se preparar para uma decisão e encontrar o objeto certo.

6 – Cuidado com as novidades.
Milhares de produtos são lançados a cada mês e por isso outros acabam descartados ou inutilizados mesmo em funcionamento e atendendo as necessidades. Nem sempre é preciso ter o “último lançamento”.

7 – Conheça seus direitos como consumidor e faça uso deles.
Explique aos seus filhos que as pessoas que compram algo são chamadas de consumidores. Assim, é preciso estar sempre informado e ter conhecimento de seus direitos.

Estas dicas são mensagens que Allianz Seguros compartilha com pais e mães de crianças e adolescentes do seu programa de educação financeira, o My Finance Coach. 

É um programa de voluntariado corporativo, criado em 2010, que leva educação financeira a crianças e adolescentes, formando jovens mais preparados para assumir decisões econômicas. (E o blog A Economista de Batom AMA 💖 iniciativas assim!) Este programa já foi aplicado a mais de 6 mil alunos brasileiros da rede pública e privada e de ONGs de São Paulo, principalmente, e a mais de 870 mil estudantes em mais de 11 países. O programa foi premiado pela Unesco como Projeto da Década dedicado ao tema “Educação para o Desenvolvimento Sustentável”.

Para saber mais, acesse o site do programa My Finance Coach


sábado, 13 de maio de 2017

Uma Odisseia Materna, com Roberta Soares - Especial Dia das Mães

Oi, gente!

A segunda mamãe que vem hoje contar sobre a Odisséia Materna é a Marcisiane Roberta Soares, que, apesar do mesmo sobrenome, não é minha parente. Hehehe!

A Roberta – como a chamo – é mãe do Matheus, de 5 anos, que é o seu companheirinho de aventuras! Ela é formada em administração e especialista em gestão empresarial, atualmente trabalha como analista de departamento pessoal e blogueira. O blog cujo nome é Odisséia Materna, tem a proposta de trazer as aventuras diárias dessa viagem, que não fica só na maternidade, mas no dia-a-dia da mulher.




Confere a entrevista na nossa “minissérie” Especial de Dia das Mães:

EB - Ter filhos acredito ser o maior desafio da vida de uma pessoa. Conta como foi quando descobriu que estava grávida, se foi gravidez planejada e como foi a reação da família.

Roberta - Pensamos que ter filho é um grande desafio, mas é na prática que entendemos esta dimensão.
Eu decido após os 30 ter filhos e demorou quase 2 anos para engravidar. Quando confirmei a notícia fiquei muito feliz. A família toda ficou.


EB - Como foi o planejamento financeiro para a chegada do bebê? E para o futuro dele? Já começou a falar sobre dinheiro com ele?

Roberta - Na época da gravidez eu tinha um emprego que me pagava um ótimo salário e tinha um custo de vida baixo, o que ajudou muito no primeiro ano de vida dele. Estou guardando dinheiro numa poupança para ele desde que nasceu.
Desde que me lembro falo para ele o valor das coisas, quando vamos em lojas negociamos a compra de brinquedos. Algumas vezes tem birra, mas ele é bem compreensivo.
Marcisiane Roberta Soares


EB - Muitas mamães mudam a trajetória profissional. E a sua carreira? O que mudou após a maternidade?

Roberta - Não mudou, mas criei o blog e isso mudou minha vida.


EB - No nome do blog A Economista de Batom, o batom significa o lado da vaidade feminina, pois acredito que precisamos estar bem conosco mesmas para estar bem com os outros aspectos da vida. Qual é a sua vaidade?

Roberta - Até um ano e pouco atrás nem tinha vaidade, mas depois que passei a revender produtos da Boticário comecei a usar e me cuido muito mais agora. Gosto de estar maquiada.


EB - Qual o presente de Dia das Mães ideal para você?

Roberta - Livros.


EB - Deixa uma mensagem para as mamães pelo Dia especial!

Roberta - Parabéns a todas mães, as que pariram, as que são mãe de coração, as dindas que são como segunda mãe, as vovós que são mãe em dobro, enfim a todas nós.


Obrigada, Roberta, por compartilhar com os meus leitores a tua Odisseia Materna!

Sigam a Odisseia Materna nas redes:



segunda-feira, 8 de maio de 2017

A Mamãe Leoa com Deza Leon - Especial Dia das Mães

Oi, gente!

Estamos em maio, um mês cheio de datas e significados especiais. Uma destas datas é o Dia das Mães!
Para esta data especial quero homenagear todas as mamães, que são mulheres muito corajosas!
E para fazer isso, chamei algumas amigas e colegas blogueiras para contar pra gente como é a vida de mamãe!

Espero que gostem da "minissérie" Especial Dia das Mães!

A primeira é a Deza Leon, que é mãe do Gui - o bebê mais fofo e simpático da selva - de 7 meses. A Deza é empresária, trabalha com decoração de festas e criou o blog Mamãe Leoa, onde compartilha diversas experiências do dia-a-dia materno e com o seu leãozinho Guilherme.



Acompanha a entrevista:

EB - Ter filhos acredito ser o maior desafio da vida de uma pessoa. Conta como foi quando descobriu que estava grávida, se foi gravidez planejada e como foi a reação da família.

DEZA - Ter filhos é sim muito desafiador, em muitos sentidos! Pra mim, o que mais ocupa hoje minha cabeça com relação à maternidade é educar um homem de bem, que tenha respeito às mulheres e seja um cidadão honesto, educado, trabalhador e gentil. 
Havíamos desistido de tentar, tentamos quase um ano e nada! Daí voltei a tomar anticoncepcional, mas a essa altura eu achava que não poderia ter filhos, pelo tempo tentando sem sucesso. Tomei a cartela TODA FALHADA. Depois de 9 meses você vê o resultado!!!


EB - Como foi o planejamento financeiro para a chegada do bebê? E para o futuro dele? Já começaram a falar sobre dinheiro com o(a/s) filho(a/s)?

DEZA - Então, quando o teste deu positivo, foi uma alegria misturada de desespero! E AGORA? Marido foi direto pra planilha de controle financeiro e eu pra internet fazer lista do que precisava!!!
A princípio, tudo assusta! Tudo precisa, tudo é imprescindível e tudo é muito caro! Colocamos nossa cabeça no lugar (e sobre isso tenho dicas econômicas ÓTIMAS) e fomos passo a passo! Vendi muitas coisas que não usávamos mais e comprei berço e cômoda em troca de mostruário, à vista. E assim foi devagarinho. Mandei vir roupinhas de Miami, pedi muita fralda no chá de fraldas... 
E o restante, fui me imaginando na realidade do dia a dia: será que eu sentaria em uma poltrona de amamentação? Ou será que o Gui mamaria onde estivéssemos juntos? 
Para o Gui, já temos poupança. Já estamos pesquisando previdência privada, pesquisando escolas e nos educando para poder educá-lo financeiramente.


EB - Muitas mamães mudam a trajetória profissional. E a sua carreira? O que mudou após a maternidade?

DEZA - Nossa! Fiquei muito mais focada ao que me dá retorno financeiro ou que me dá muita alegria em fazer! Risquei da minha lista projetos desgastantes e não lucrativos que eu estava envolvida, que ocupavam muito do meu tempo sem retorno financeiro à altura! Foquei minha empresa, antes de cerimonial e decoração para apenas decoração. Fiz meu blog de mamãe. Fiz o insta de comidinhas. Estou até conseguindo ir na academia todos os dias!!!


EB - No nome do blog A Economista de Batom, o batom significa o lado da vaidade feminina, pois acredito que precisamos estar bem conosco mesmas para estar bem com os outros aspectos da vida. Qual é a sua vaidade?

DEZA - Ahhhhhh, estou me resgatando, é um momento bem complicado o pós-parto!!!  Mas amo perfumes, sapatos e bolsas! 



EB - Qual o presente de Dia das Mães ideal para você?

DEZA - Jóia e vinho. Um excelente restaurante. Uma viagem curtinha. Mas o melhor de tudo é ter meu amorzinho me enchendo de beijo beeeeeem babado, cheio de saúde, no meu colo!!!


EB - Deixa uma mensagem para as mamães pelo Dia especial!

DEZA - Que nesse dia não se economizem os abraços carinhosos!!! Que seja um dia muiiiiito feliz!!! Meu primeiro dia das mães com o Gui nos braços, estou radiante!!!!


Obrigada, Deza Leon por compartilhar com os meus leitores a tua visão de Mamãe Leoa!

Sigam a Mamãe Leoa nas redes:

Semana Nacional da Educação Financeira

Oi, gente!

Começa hoje, dia 08 de maio, a 4ª Semana Nacional da Educação Financeira!
A Semana ENEF é uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF) para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF). Durante a semana são desenvolvidas várias ações educacionais por todo o Brasil.
Você pode consultar no site oficial da 4ª Semana ENEF a agenda com as atividades que estão espalhadas por diversas cidades do país!
As atividades são gratuitas, presenciais e on-line.



E o nosso blog não poderia deixar de participar da Semana ENEF. Então cadastrei uma atividade lá no site oficial da Semana para esta quinta-feira, dia 11/05. Vamos nos ver ao vivo para tirar dúvidas sobre o nosso rico dinheirinho? Mais informações nas Redes Facebook e Instagram @aeconomistadebatom 



Não tem desculpa! $$$

Espero vocês!

Beijos!
A Economista de Batom!

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Semana Municipal do Jovem Empreendedor de Porto Alegre

Oi, gente!

Começa no dia 01 de Maio a Semana Municipal do Jovem Empreendedor de Porto Alegre!

A semana é uma iniciativa da Associação dos Jovens Empresários de Porto Alegre (Aje/Poa) protocolada pelo do vereador Pablo Medes Ribeiro, que incentiva o espírito empreendedor entre os jovens e traz uma proposta para desburocratização da abertura e manutenção de novos negócios.



Haverá diversas atividades, simultâneas durante a semana, que vai até o dia 07 de Maio em diversos pontos da Capital.

Eu estarei participando como palestrante em uma das atividades no dia 04 de maio, quinta-feira, com a palestra Empreendendo o Amanhã, no Colégio Estadual Piratini, que será direcionada aos alunos.

Empreendendo o Amanhã- Colégio Estadual Piratini

Confira parte da programação abaixo e inscreva-se no site da Semana Municipal do Jovem Empreendedor: www.smje.com.br, que começa com uma Live exclusiva com os dirigentes da Aje/Poa no dia 01 de Maio, a partir das 17h, na página da Associação no Facebook.

Dia 2 – terça-feira:
Conectme ao Sucesso: Por que colaborar? - Leonardo Sodré
Empreender e Gerar Impacto Social - Cassio Tramontini
Poder do Primeiro Passo - Lucas Von Silveira

Dia 3 – quarta-feira:
Cartilha de Leis em Prol do Empreendedorismo - Vereador Pablo Mendes Ribeiro
Café da Manhã - Empreendedores do Grupo E2

Dia 4 – quinta-feira:
Direito Tributário - Danielle Bertagnolli
Empreendendo o Amanhã - Janile Soares

Dia 5 – sexta-feira:
Os desafios da comunicação na Era Digital - Rodrigo Hoffmann |  Laura Bier | Rafael Terra
Empreendedorismo e Moda - Jana Toniazzo | Flama Savio | Natana de Leon
Identidade Empreendedora - SEBRAE RS - Frederico Brider Peixoto
Você ainda Vê o Planejamento Estratégico como Burocrático e Desnecessário? - Lucas Mantelli

Dia 6 – sábado:
Workshop Canvas Modelo de Negócios - Luciano Mantelli

Dia 7 – domingo:
Entrega da Cartilha do Empreendedor - Ação no Parque Farroupilha 

***Alguns eventos estão esgotados, quem tiver interesse, pode mandar e-mail para contato@ajepoa.com.br

Eu estarei presente em vários dos eventos, fazendo uma cobertura no Instagram @aeconomistadebatom!
A quem for: nos encontramos lá!

Beijos!
A Economista de Batom
Proxima  → Página inicial